Voratte | Cursos de Compras online

Conheça os principais KPIs de Suprimentos

Este post está relacionado a perguntas que tenho recebido nas aulas do treinamento de Strategic Sourcing e também, dos grupos de WhatsApp que participo.

Mas, antes de apresentar os principais KPIs de Compras, você sabe qual a diferença entre KPI e SLA? Não! Então, vamos a explicação:

Os SLAs são documentos que descrevem os acordos de serviços mais amplos entre um fornecedor de serviços e seu cliente, enquanto os KPIs são geralmente usados para medir o desempenho das empresas contra seus objetivos estratégicos.

Outro ponto importante que quero esclarecer é qual o significado dos acrônimos de KPI e SLA. Veja abaixo:

KPI – Key Performance Indicator – Indicador-chave de Performance

SLA – Service Level Agreement – Nível de Serviço Acordado

Gostaria, também, de esclarecer que tão importante quanto os KPIs de Suprimentos é saber em qual nível aplicar cada um deles. O Diretor de Suprimentos vai receber KPIs mais indicados ao seu cargo, assim como o analista. Os 2 terão KPIs, mas serão diferentes. Cada um com seu nível de detalhe e decisão.

Os KPIs podem, diria até que devem, ser divididos em KPIs para Compras Operacionais, Táticas e Estratégicas. Isto facilitará a análise dos KPIs e a performance de cada área.

E, quais são os principais KPIs que precisamos medir para conseguir fazer um bom acompanhamento da área de Suprimentos:

     1. Número de Pedidos de Compras

     2. Savings: Cost reduction, Cost Avoidance e Procurement Benefits

     3. Prazo de Pagamento

     4. Número de Negociações: por comprador/família/setor

     5. Nível de Estoque

     6. Custo por pedido

     7. Tempo de resposta a solicitação do cliente

     8. Índice de catalogação

     9. Índice de centralização

   10. Índice de contratos: número de contratos em atraso, contratos Evergreen, contratos para vencer nos próximos 90 dias

   11. Fuga de Catálogos (Mavericks)

   12. Satisfação do Cliente

   13. Evolução do Preço

   14. Performance do Fornecedor – Este você deve medir através do SLA

   15. Número de Fornecedores / Curva A e B dos fornecedores

   16. Número de itens cadastrados

   17. Tamanho do Gasto: por família/categoria/gerente/comprador (curva ABC das categorias)

   18. Gasto com CAPEX e OPEX

Nossa Renato!!! Você pode estar pensando, quando leio alguns posts que falam de KPIs, normalmente eles falam de no máximo 7. Você está falando de no mínimo 18???!!! Como é isto? Tá tudo errado!!!

Calma, lembra que no início deste artigo falei que você deve separar os KPIs por nível hierárquico e por Compra Estratégica, Tática e Operacional? Então, por isto temos muitos KPIs. Para cada grupo acima você tem um público alvo muito específico. E, eu nem falei dos KPIs financeiros que normalmente são medidos pelo Diretor/CPO/CFO.

Lembrando que para você criar um bom KPI, o mesmo deve estar apoiado num objetivo ou meta que tenha sido criado sobre o conceito SMART (S – Específico, M – Mensurável, A – Atingível, R – Relevante e T – até quando). Pois, de nada adianta tentar medir algo que não é específico, mensurável, atingível, relevante e que não tenha um tempo definido.

Quero propor um desafio aqui para você. Como você agruparia os KPIs acima entre níveis hierárquicos e tipo de Compra?

Um grande abraço.

Renato Honorato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Power BI para Compradores

Como calcular seus Savings

GESTÃO DE CONTRATOS

GESTÃO TRIBUTÁRIA PARA NEGOCIAÇÕES EM COMPRAS

GESTÃO DE SUPRIMENTOS

GESTÃO DE FORNECEDORES - SRM

GESTÃO DE COMPRAS

STRATEGIC SOURCING PRO

TÉCNICAS DA NEGOCIAÇÃO ESTRATÉGICA

ELEMENTOS DO CUSTO

STRATEGIC SOURCING Online

Artigos do Blog

Na Vorätte só pensamos em Compras

Contato

Cursos on-line ao vivo e para as empresas Curso In Company para sua equipe de compras.